top of page

PUBLICAÇÕES

COMBO RETERRITORIALIZAR: GLAC + Teia dos Povos

A parceria entre a editora e o movimento visa auxiliar projetos em construção. Um deles, e o mais importante, é que a venda do livro Por terra e território contribui com recursos para a construção da Terra do Bemvirá — 10 hectares de sistemas agroflorestais que Mestre Joelson Ferreira tem cuidado atrás de sua casa, no Assentamento Terra Vista em Arataca (BA). Outro, é a implementação de um debate amplo da união revolucionária entre campo e periferia urbana, com um possível centro de autoformação por meio de oficinas de pensamento gerido pela GLAC e Teia dos Povos. 

 

COMBO RETERRITORIALIZAR: GLAC + Teia dos Povos

SKU: COMBO.TEIA+GLAC.3
R$141.00Price
  • Por terra e território: caminhos da revolução dos povos no Brasil  – Joelson Ferreira e Erahsto Felício – Teia dos Povos (2021)

    Num momento em que se abate sobre nós um duplo genocídio, o ultraliberalismo e a pandemia, em meio à desorientação, à impotência e ao desespero, um iluminado rumo ganha o chão na forma de um livro. Não um livro formado apenas por palavras, por mais belas e sábias que possam ser, mas um livro que condensa e desenvolve uma longa, árdua e frutífera trajetória de inúmeras lutas concretas. Muito além de um livro, ainda mais potente do que um poderoso programa, vindo numa situação em que todos estamos sob iminente risco de vida, trata-se de um indispensável manual de sobrevivência. Voltar à Terra, para semear e florescer Territórios e Comunidades, é a nossa única alternativa frente à tamanha destruição. Não há como sobreviver, a não ser dando vida, desde já, através das coisas simples e da ação direta, a outros mundos e outros modos de vida.

    Não morreremos! Não deixaremos morrer!

     

     

    Um habitar mais forte que a metrópole – conselho noturno – GLAC edições (2019)

    A própria população é uma mercadoria no meio de um poder que é confundido com prazer. e ele gosta de escravizar pessoas e libertar os supostos escravos fora de si. Mas nenhum império pode impedir que uma entropia em potencial se multiplique onde um dispositivo de controle surge. Para isso, precisamos apenas ressuscitar a velha coragem de pôr os pés na área de indeterminação que nos une a qualquer ser e que nunca pertencerá à história. Um poder destituído do espetáculo metropolitano aguarda em outro uso dos corpos. a sensação de viver em um campo de concentração planetário obtém sua realidade mais intensa dentro da metrópole. Diante de uma devastação total das formas de vida, o grito que continua ressoando dentro de nós é: para onde fugir? Habitando completamente, desenraizando territórios da administração capitalista mundial, construir comunas são os gestos revolucionários daqueles que pararam de esperar, que não acreditam nas "soluções" do planejamento urbano e de outras ciências governamentais, porque sabem que a geração de mundos não é um problema, mas uma necessidade vital que é assumida ou delegada ao opressor. Ser uma força histórica autônoma anda de mãos dadas com a miséria do atual estado de coisas e vice-versa.

     

     

    Política Selvagem – Jean Tible – GLAC edições & n-1 edições (2022)

    Um belíssimo "arrastão" da rebelião. Na contramão da sisudez acadêmica e da torre de marfim teórica, com leveza e graça incomuns Jean faz o leitor passear pelos meandros mais concretos e palpáveis dos movimentos de todo tipo, feministas, negros, lgbt, indígenas, quilombolas, zadistas, bruxistas, funguistas, tudo salpicado de Zé Celso, Baldwin, subcomandante Marcos, Miariátegui. A variedade, a alternância de cores e tonalidades, a pegada afetiva, o júbilo que atravessa tudo é por si só uma ave rara que nos faz alçar vôo junto. E a coragem de um devir-índio da revolta, sempre ali presente, descaretando o discurso e a tristeza politiqueira. Particularmente felizes são as descrições sobre o movimento negro nos EUA, o movimento operaista na Itália, os feminismos, a mobilização indígena entre nós e nossos vizinhos, os antecedentes do junho de 2013 e sua próprias análise sobre a insuficiência. Para não falar dos detalhes tão bem humorados, por exemplo sobre a ética dos piratas!!!

  • Por terra e território: caminhos da revolução dos povos no Brasil  – Joelson Ferreira e Erahsto Felício (Teia dos Povos, 2021)
    Preço de capa: 45,00 (com frete) | 1ª edição | Nº de páginas: 179 | Dimensões: 14 x 21cm | ISBN: 978-65-594-1088-0 | Ano: Fevereiro de 2021 | Tipo: Brochura | Peso: 250g  | Consultoria Editorial: Alan Sampaio | Capa & Arte: Iago Aragão | Design Editorial: Nala Maria | Revisão: Rosângela Tugny e Mariana Cruz Almeida Lima | 

     

     

    Um habitar mais forte que a metrópole – conselho noturno (GLAC edições, 2019)
    Preço de capa: R$36,00 | 1ª edição | Nº de páginas: 160 | ISBN: 978-65-80421-03-9 | Ano: dezembro de 2019 | Tipo: Brochura | Dimensões: 12 x 19cm | Peso: 160g | Edição e proj. gráfico: Leonardo Araujo Beserra | Tradução: edições qualquer (Portugal) | Preparação e Coedição: Gustavo Motta | Revisão: Lia Urbini | Série: insígnia | 

     

     

    Política selvagem – Jean Tible (GLAC edições & n-1 edições, 2022)

    Preço de capa: R$60,00 | 1ª edição | Nº de páginas: 320 | ISBN: 978-65-86598-20-9 | Ano: novembro de 2022 | Tipo: Brochura | Dimensões: 14 x 21cm | Peso: 450g | Edição e proj. gráfico: Leonardo Araujo Beserra | Preparação e Coedição: Lia Urbini | Revisão: Fernanda Mello | Série: Inconfessável |